Share, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

TV Review: Ash vs Evil Dead – EP: El Jefe

Ash vs. Evil Dead‘ não precisou de muito pra chamar a atenção da audiência target em sua estréia. O simples fato de vermos Bruce Campbell de volta ao modo zombie-killer já é o suficiente para me prender na frente da TV, adiciona aí baldes de sangue e aí sim a gente têm o gostinho de ‘Evil Dead’ como gostamos.

Fazem 34 anos que o diretor Sam Raimi, o produtor Robert Tapert e Campbell (também produtor executivo) se juntaram no filme original, que teve diversas sequencias. Campbell volta como Ash, e desta vez como o mais velho empacotador de uma mão só que já vimos, que passou 3 décadas fugindo da bagunça que ele liberou quando abriu o livro errado na floresta.

Bêbado ele acaba lendo do Livro dos Mortos para impressionar uma mulher, permitindo que os monstros que ele conseguiu evitar por 30 anos o encontrem novamente. Ele então acaba contando com a ajuda de 2 colegas de trabalho para acabar com eles, Pablo (Ray Santiago) e Kelly (Dana DeLorenzo).

Paralelo à isso, a gente vê a história da detetive Amanda Fisher (Jill Marie Jones), cujo o encontro com o demônio acaba a comprometendo no trabalho, e é claro, prestes a cruzar o caminho com Ash e seus ajudantes. Além disso, pra deixar a série ainda mais na ‘família’ a gente conta com a presença da Lucy Lawless (Xena) – que é esposa do diretor e roteirista Sam Raimi. Ainda não dá pra saber qual é a da personagem dela ainda, ela fez apenas uma aparição em uma cena com a detetive Fisher, mas já dá pra perceber que ainda tem pano pra manga.

Como não podia deixar de ser, só eles conseguiriam ter tantas cenas cheias de sangue, partes de corpo voando e coisas bizarras com esta maestria. E claro, que muito disso a gente deve ao charme de Campbell, que, por exemplo, em uma das cenas em que o personagem de Pablo reclama de estar coberto de meleca, Ash entrega pra ele um pacote mini de papel para se limpar… Clássico.

O formato de meia hora (que nesta premiere foi um pouco mais longo) é perfeito para ‘Ash vs Evil Dead’, já que mais que isso acabaria virando cansativo. Vamos acompanhar o Ash colocar o braço-serra-elétrica e viajar no motor home tentando colocar os mortos na cova de uma vez por todas. Não é de se esperar que a série dure por muitas temporadas, mas o que conseguimos perceber neste primeiro episódio é que é divertido e faz justiça à franquia de baixo orçamento de origem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *